9:00 - 18:00

Encontre-nos – Seg. – Sex.

(11) 94063-6534

WhatsApp

(11) 3129-8629

Agende um horário

Facebook

Twitter

Youtube

Pesquisar
 

Dr. Paulo Camiz na Mídia – Portal R7

Geriatra | Dr. Paulo Camiz | Médico Geriatra e Clínico Geral > News  > Dr. Paulo Camiz na Mídia – Portal R7

Dr. Paulo Camiz na Mídia – Portal R7

Os 50 são os novos 30: veja sete dicas para manter a vitalidade

Especialistas dão dicas para manter a funcionalidade e a qualidade para viver bem sem depender de ninguém.

 

A população acima de 50 anos é a que mais cresce no Brasil, num ritmo que já é o dobro em relação às outras idades (3% versus 1,5%, segundo o IBGE). Uma pessoa nesta faixa etária em pouco lembra os cinquentões do passado, que eram considerados velhos.

O corpo humano não mudou, mas a sociedade e a medicina evoluíram. A questão agora é como preservar a qualidade e a funcionalidade para viver mais.

“É preciso conseguir fazer o que quiser, manter a independência”, explica Paulo Camiz, geriatra do Hospital das Clínicas, e professor associado da Faculdade de Medicina da USP. Veja sete dicas para garantir que os 50 sejam os novos 30!

1. Atividade física regular

Segundo o dr. Camiz, é preciso pensar em preparar o corpo para atividades rotineiras. Caminhada é bom, mas é pouco. “O ideal são atividades curtas, treinos funcionais, musculação, pensando em qual será a demanda muscular para o dia a dia, como levantar da cama, subir uma escada”, recomenda.

2. Alimentação saudável

“Este é um ponto muito importante, se nossos antepassados não saíssem para caçar nós não estaríamos aqui”, pontua o médico. “O indicado é priorizar uma alimentação saudável, natural, com menos produtos processados, industrializados, passar mais tempo na feira, menos no supermercado”.

3. Inserção social 

Manter bons relacionamentos com amigos, com familiares, participar de atividades em grupo, ter um emprego no qual a pessoa se realize são iniciativas fundamentais para manter a vivacidade. “Nunca é tarde para fazer amizades e escrever novas histórias”.

4. Saúde emocional

Vânia Calazans, psicóloga formada pelo Instituto de Psiquiatria (IPq) da faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, ressalta que há um desgaste da máquina, o corpo envelhece.

“A mulher, por exemplo, passa pela menopausa, e tem impacto direto no emocional. Ao mesmo tempo em que ela não se sente de uma mulher de 50, não se vê assim, ela sente que não tem mais as mesmas condições anteriores, e ainda há uma cobrança social de estar bonita, com o corpo em forma, é uma pressão psicológica”, avalia.

Segundo Vania, a questão fisiológica (como perda de libido) tem um impacto real no humor, e o humor interfere nas outras atividades. “Nós estamos nos adaptando, vivendo um novo conceito em relação ao envelhecimento.”

A prevenção, garante o geriatra Paulo Camiz, é a melhor estratégia. “Se tivesse de prioriza algo seria a atividade física, que garante não só a melhora do físico, como a socialização e ainda previne depressão e ansiedade”

5. Cuidado com as doenças crônicas

Há fatores genéticos que influenciam, mas o estilo de vida pode prevenir doenças como diabetes, pressão alta, artrose, e problemas de colesterol.

“Não deixe um probleminha virar um problemão. Se foi diagnosticado com hipertensão arterial, siga à risca a recomendação do médico de praticar atividade física, reduzir o sal da dieta e tomar os medicamentos prescritos. O mesmo vale para o diabetes: controlar a dieta é fundamental para manter a glicemia dentro da faixa ideal e afastar o risco de doenças cardíacas”, aconselha o geriatra

6. Autoestima

Se sentir confiante com suas escolhas, com a aparência e com a própria identidade é um desafio extra para a os maiores de 50. “A autoestima elevada permitirá que opiniões, críticas ou acontecimentos ruins estremeçam a estrutura emocional, com isso, dá para evitar o estresse e ter uma vida mais tranquila”, diz o dr. Paulo Camiz

7. Sono

Segundo o geriatra, já é não é preciso dormir o mesmo tanto de horas de que quando se tem 30 anos. “No entanto, algumas pessoas passam a ter insônia, o que pode prejudicar a saúde e a energia. Para evitar a falta de sono, prepare o ambiente duas horas antes de ir para a cama: luz baixa, TV e celular desligados, um banho morno e um chá relaxante. E, se acordar no meio da madrugada sem sono, não insista. Saia da cama e vá ler um livro sob uma luz baixa, enquanto o sono não vem”

Fonte: Portal R7 – link da matéria: https://meuestilo.r7.com/fotos/os-50-sao-os-novos-30-veja-sete-dicas-para-manter-a-vitalidade-18052019#!/foto/1

WhatsApp chat
})(jQuery)